sábado, 13 de julho de 2013

capitulo 64 e 65

                              Cap 64

vanessa: e a monique onde está? – confusa.
ashley: disse que ia tomar um ar... ela levou cigarro... já sabe né? – rolou os olhos de leve. – odeio quando ela fuma. – bufou.
vanessa: eu também, o bom é que é só as vezes. – pegando seu roupão. – vou banhar, já volto. – ashley assentiu e ligou a tv, já estava passando a novela que ela e vanessa adoravam.
ashley: vanessa a novela já começou! – berrou para que a amiga ouvisse. – parece que o joaquim miguel deu um fora na matilda aparecida.
vanessa: que idiota cachorro! – berrou irritada de dentro do banheiro.

vanessa tomou um banho rápido não queria perder nem mais um minuto da novela, se vestiu com seu pijaminha e deitou na cama, ficou vendo a novela e acariciando a barriga, pressionava um pouquinho tentando sentir a “bolinha” que as mulheres diziam sentir no baixo ventre, não conseguiu sentir a bolinha, mas continuou acariciando. seu bebê era a única coisa linda que zac tinha deixado nela, será que se pareceria com ele? ela estava torcendo que não. ficou conversando com ashely e vendo a novela. quando a novela acabou ela já estava caindo de sono, despediu-se na amiga e se virou pra dormir, logo pegou no sono.

no dia seguinte elas chegam à aula de canto atrasadas e encontram um alvoroço enorme.
vanessa: professor desculpa o atraso. – sorriu sem graça acompanhada de ashley e megan. – podemos assistir à aula?
professor: imagine vanessa. – piscou. – é claro que sim.
megan: que confusão é essa, professor? – confusa apontando uma pequena discursão formada por lily, o professor e outras quatro pessoas.
professor: o problema é que estamos ensaiando uma canção que compus semana passada, essa mocinha insiste em cantar. – apontando lily. – mas a voz dela não bate com o coro e fica muito esquisito, ela insiste e não acho ninguém que fique de bem com a musica, ela foi a melhor que eu achei, mas é isso aí que eu disse, não está favorecendo a musica...
lily: professor, esse povo é um bando de invejosos. sabem que eu sou a melhor que podem achar! – dizia irritada.

professor: acho que vou ter que guardar a musica.
vanessa: com licença professor. – interrompeu. – a musica é aquela que mostrou pra mim e as meninas semana passada? – o professor assentiu.
professor: ela mesma. – sorriu. – aqui está ela. – entregou um papel a ela.
vanessa olhou a musica, era a mesma que tinha visto semana passada e tinha achado linda a musica e melodia. não merecia ficar dentro de uma pasta qualquer.
vanessa: se quiser eu posso tentar professor. – disse sorrindo.
lily: nem pensar garota! – berrou. – eu sou a cantora!
vanessa: não estou falando com você querida. – virou a cara. lily soltou fumaça pelo nariz e cruzou os braços, irritada.
professor: claro que sim, pode ir lá. – virou para o pessoal do coro. – pessoal vanessa vai tentar! – apontou vanessa que cumprimentou com as mãos, eles sorriram e foram para seus lugare
Angels- vanessa Hudgens logo a melodia e a batida suave da musica ecoaram na sala, vanessa engoliu o seco e começou a cantar.
vanessa:
I sit and wait Does an angel contemplate my fate ... – fechou os olhos. – And do they know The places where we go when we're gray and old... – sorriu. – Case I have been toldThat salvation lets their wings unfold So when I'm lying in my bed Thoughts running through my head And I feel the love is dead I'm loving angels instead
lily cerrou os punhos, a vadia  morena estava arrasando de novo, que merda! todo mundo estava gostando da performace da morena , tinha uma voz doce e suave.

vanessa:
And through it all She offers me protection A lot of love and affection Whether I'm right or wrong And down the waterfall Wherever it may take me I know that life won't break me When I come to call She won't forsake me I'm loving angels instead When I'm feeling weak And my pain walks down a one way street I look above And I know I'll always be blessed with love And as the feeling grows She breathes flesh to my bones And when love is dead I'm loving angels instead And through it all She offers me protection A lot of love and affection Whether I'm right or wrong And down the waterfall Wherever it may take me I know that life won't break me When I come to call She won't forsake me I'm loving angels instead  I'm loving angels instead And through it all She offers me protection A lot of love and affection Whether I'm right or wrong And down the waterfall Wherever it may take me I know that life won't break me When I come to call She won't forsake me
dulce: I'm loving .. – fechou os olhos e sorriu. – angels instead... – olhou para lily. – que pena... – terminou e todos a aplaudiram com felicidade, ela tinha ido maravilhosamente bem. lily saiu dali antes que vomitasse.

professor: incrivel vanessa! – ainda batendo palmas. – voce deu a musica uma suavidade maravilhosa, simplesmente adorei! ficou perfeita na sua voz, estou sem palavras! – sorriu orgulhoso.
vanessa: a musica é linda...
professor: e sua voz mais linda ainda! – virou-se para o pessoal do coro que soltava gritinhos animados. – gostaram? – eles fizeram barulho mostrando a satisfação e o professor sorriu. – fãs, voce já tem... – apontou e vanessa sorriu. – essa é sua! – vanessa o abraçou.
vanessa: obrigado!


enquanto isso no pátio... nikki estava procurando scoot, ainda não tinha visto o moreno e estava morrendo de saudades, o avistou de longe conversando com zac. sorriu e foi até lá. aproximou-se e tapou os olhos dele, e fez um gesto para zac não falar nada. 
scoot: julia minha linda... – sentindo as mãos, viu que aquela mão era bastante “cheinha” para ser julia. 
nikki por sua vez fechou a cara, e zac teve vontade de rir com aquela palhaçada. nikki tirou as mãos dos olhos de scoot.
nikki: pode me explicar quem é julia? – cruzou os braços e scoot encarou zac que passava a mão no queixo, se segurando para não rir.
scoot: oi nikki. – suspirou.
nikki: não vem com “oi nikki” eu quero saber quem é essa tal de julia! – cerrando os punhos.
zac olhou surpreso para scoot, nem vanessa que era sua namorada fazia ceninhas como essas, e olha que ela sempre o via
 conversando com varias garotas.
scoot: por que você está falando assim eu posso saber? – disse confuso, não tinha nada com nikki  para que ela viesse cobrar explicações pra ele.
nikki: estamos saindo não? – bufou.
scoot: olha nikki, isso é outra coisa que não ficou esclarecida... – a encarando com um sorriso. – não temos nada um com o outro...
nikki engoliu o seco, como assim? e o beijo que deram? será que não significou nada pra ele? 
nikki: como assim? – sorriu incrédula. – é brincadeira não é?
scoot: como assim? eu só te chamei pra tomar um sorvete, o que tem demais? – dando de ombros.
nikki: eu achei que estávamos namorando scoot. – disse chorosa. 
scoot : o que? – arregalou os olhos e zac negou com a cabeça. porra, ainda bem que não tinha ninguém por ali. – olha nada a ver nikki, você e eu... – teve vontade de rir. – olha você não faz o meu tipo...
nikki: e quem faz o seu tipo? – berrou, assustando os dois. – as “gostosas”? . –nikki saiu 
e o zac começou a rir 
scoot: zac para ta -- zac parou 
e eles foram conversar sobre outra coisa

                      cap 65

scoot: está pensando na paternidade papai? – sorriu.
zac: bastante... – coçou a nuca. – e cada fora que a vanessa me dá eu fico mais caído por ela, com mais vontade de tê-la de volta... 
scoot: não desista dela... – apertou os ombros dele. – vanessa está muito machucada com tudo o que você fez, ela precisa de tempo. 
zac: eu sei... eu não sei se ela vai me perdoar algum dia. – mordeu a língua. – mas eu queria uma nova chance...
scoot: fica relaxado parceiro... – sorriu. – mulheres são enroladas, mas quando elas amam, elas sempre voltam, entretanto depois que você vacila com elas pela segunda vez, ela só volta se gostar muito de sofrer... então se vocês voltarem mude mano. a vanessa não merece ser traída, ela é única... pensa bem.
zac: ninguém pode mudar de um dia para outro... eu sempre fui assim, com esse meu jeito desligado... eu quero mudar, mas sempre tem uma força oculta que me empurra pra fazer besteira. só uma coisa eu digo... eu a amo de verdade! – disse certo.
scoot: eu sei disso! – bateu nas costas dele, amigavelmente.
zac: é melhor irmos para a quadra. temos treino daqui a pouco.
scoot assentiu e os dois foram...

vanessa: ai meg! – abraçou a amiga. – eu ganhei a musica! eu estou muito feliz! – sorriu de orelha a orelha.
megan: que ótimo, vanessa! – sorriu sem sal. – olha a sua mãe aí... – apontou para a mulher elegante que vinha com enormes óculos de sol.
vanessa: oi mamãe. – foi em direção à mãe e lhe abraçou, ainda estava envergonhada pela conversa do dia anterior.
gina: oi meu amor. – sorriu e soltou a filha. – como está? 
vanessa: estou bem mamãe. – mordeu o lábio. – e a senhora?
gina: muito bem também... – megan as interrompe.
megan: com licença... – sorriu. – vou deixa-las conversando à vontade. até mais tia! – gina a cumprimentou e ela saiu.
gina: pois bem filha, a mamãe veio lhe buscar pra irmos ao obstetra. – sorriu entusiasmada. – já marquei a consulta pra dentro de pouco!


vanessa: er... aqueles médicos que cuidam de bebês na barriga das mulheres? – levou os dedos à boca e roeu a unha.
gina: esses mesmos. – sorriu.
vanessa: vai doer? – com um risinho nervoso.
gina: não filha não vai doer... – disse achando graça. vanessa daquele tamanho ainda tinha medo de médicos. – não se preocupe, não vai tomar injeção. – gargalhou.
vanessa: então tá bem. - coçando o olho. – posso ir com essa roupa mesmo?
gina: claro que sim filha. vamos? – vanessa assentiu e saiu com a mãe.

não demorou a que chegassem ao consultório de obstetrícia da doutora salete. que era a obstetra das famílias efron e hudgens.
gina: doutora! – sorriu dando um abraço na mulher que aparentava ter uns cinquenta anos. 
salete: gina! – feliz por vê-la. – que honra receber você aqui... não me diga que...
gina: não querida, - sorriu. – já não basta o susto do nicolas, não mesmo, ele foi a raspa do tacho.
salete: então a mamãe é essa moça bonita. – disse encarando vanessa. – como vai? – deu dois beijinhos nela. – salete. é um prazer conhece-la.
vanessa: o prazer é meu. – sorriu.
gina: essa é minha filha, vanessa hudgens! – riu. – não sei por que está se apresentando sendo que foi a primeira pessoa que a conheceu.
salete: meu deus. – sorriu. – não posso crer! – maravilhada. – menina eu peguei você quando nasceu!
vanessa estava boiando legal...
gina: querida ela fez seu parto, ela quem cuidou da minha gravidez e puxou você da minha barriga. – dizia com os olhos brilhando ao lembrar.
vanessa: nossa! que legal!
salete: ela está gravida? – apontou para vanessa admirada. vanessa corou de imediato.
gina: oh... sim ela está esperando. – acariciou os cabelos da filha. – foi uma noticia que não esperávamos. – encarou e filha que mantinha a cabeça baixa. – mas estamos muito felizes com esse bebê que está para vir.
salete: claro que sim, um bebê é sempre motivo de muita felicidade. – disse afirmando com a cabeça.




3 comentários:

  1. ountt que fofo a tia Gina com a vany
    amei amei amei
    posta logo bjsss

    ResponderExcluir
  2. amei o capitulo :)

    ResponderExcluir
  3. adorei o fora que scoot deu na niki , quem manda se achar e maltratar as garotas hahahahahhah
    amei o capitulo :)

    ResponderExcluir